Home / Alto Luxo / Encontrado o segundo maior diamante do mundo

Encontrado o segundo maior diamante do mundo

Uma pedra encontrada na Botsuana, no sul da África, é o segundo maior diamante do mundo e maior já encontrado nos últimos 100 anos. 

2-maior diamante-mundo-lucara

Em um golpe de sorte, a empresa de diamantes “Lucara” descobriu o segundo maior diamante do mundo em Botswana, sul da África.
Este diamante de 1.111 quilates é apenas menor em 3.106 quilates do diamante Cullinan encontrado na África do Sul em 1905. A  pedra tem 65 x 56 x 40 milímetros e foi encontrada na mina Karowe localizada ao norte da capital Gaborone.

Este diamante é o segundo maior do mundo mas também o maior encontrado em mais de um século. O diamante tem o tamanho de uma bola de tênis. É extremamente difícil de estimar o valor exato do diamante ainda desconhecido pela cor, clareza e corte.

2-maior diamante-mundo-lucara-2

Para fornecer uma estimativa do preço de venda, a Lucara recentemente vendeu um diamante 341,9 quilates de aproximadamente na mesma qualidade por US $ 20.600.000 com base a US $ 60.251 por quilate. Se você usar o mesmo custo por quilate para o recém diamante encontrado com 1.111 quilates, ele deve valer por volta de US $ 66.900 milhões, cerca de R$ 247 milhões.

“Tem sido uma semana incrível para a empresa Lucara com a descoberta do segundo maior diamante da história e também o sexto maior diamantes de qualidade gema já extraído, afirmou William Lamb, diretor executivo da Lucara. Na onda desta notícia, o preço das ações da Lucara aumentou 32%, adicionando US $ 150 milhões para seu valor de mercado.

Sobre A Redação

Portal criado em 2000 e lançado em 2006, temos o maior conteúdo sobre o Mercado de Luxo e somos o maior da América Latina, com atualização de notícias diariamente. Publicamos milhares de artigos e pontos de vista em mais de 40 categorias de luxo.

Verifique Também

Bvlgari Coleção Capsula Serpenti Amethyst

A nova coleção Capsule Serpenti Amethyst da Bvlgari reinventaram três relógios icônicos Serpenti graças à …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *