Início / Gourmet / Bebidas / Macallan estreia suas nova coleção: The Quest Collection

Macallan estreia suas nova coleção: The Quest Collection

A nova coleção Quest da Macallan é um quarteto de single malts que está programado para um lançamento neste mês na Global Travel Retail (Alemanha).  As quatro expressões desta coleção irão substituir a coleção Macallan 1824 de Seleção de Carvalho, Edição Whiskey Maker e Estate Reserve.

A Quest promete uma caçada ao melhor carvalho do mundo e – de acordo com a marca – explora uma variedade de sabores. As quatro expressões Quest, Lumina, Terra e Enigma chegarão às prateleiras no aeroporto de Changi em Cingapura neste mês.

O primeiro dos quatro – Quest (US $ 80 – cerca R$ 250) – usa quatro barris diferentes para criar um sabor de citrinos e baunilha doce. Os barris de bourbon americanos são combinados com barris de carvalho europeu e americano selecionados exclusivamente com xerez para entregar um malte único suave e leve com uma cor dourada pálida.

Lumina (US $ 100 – cerca de R$ 320) usa barris de carvalho temperados americanas e europeus de xerez, juntamente com barris de hogshead para criar um sabor arrojado com notas de gengibre de baunilha e especiarias de madeira. Lumina é descrito como tendo um acabamento suave e seco e uma cor dourada de colheita.

Terra (US $ 165 – cerca de R$ 525) foi envelhecido em barris de carvalho europeus e americanas de primeira qualidade, obtidas de duas das familiares mais famosas; e tem um caráter de toffee, frutas secas doces e especiarias de madeira rica. Terra é laranja com um acabamento médio de frutos secos e especiarias de madeira.

Por fim, a Enigma (US $ 250 – cerca de R$ 800) ) foi amadurecida exclusivamente em barricas de carvalho europeu temperadas de uma tonelagem em Jerez de la Frontera, na Espanha. Os sabores de canela, baunilha e frutos secos caracterizam este uísque que significa a essência da marca. Sua cor é descrita como Sunset espanhol e seu acabamento como persistente e memorável.

Sobre A Redação

Portal criado em 2000 e lançado em 2006, temos o maior conteúdo sobre o Mercado de Luxo e somos o maior da América Latina, com atualização de notícias diariamente. Publicamos milhares de artigos e pontos de vista em mais de 40 categorias de luxo.

Veja Também

Cristiano Ronaldo e Nadal apoiam abertura do restaurante Zela, em Londres

Se você já esteve na Espanha, talvez já esteja familiarizado com Zela em Ibiza, um …

2 comentários

  1. Marcio Silva

    Hoje em dia não é mais importante falar do tempo de maturação? É uma mudança de padrão de classificação?

    • Xavier William

      A Macallan está optando por abir novos mercados e atrair o público que bebe blends, bourbon, entre outras bebidas alcoólicas para o mundo dos single malts dela, a série 1824 era mt utilizada pra fazer drinks em bares pelo mundo, cm por exemplo o Macallan Amber. Além dessa questão de procurar novo público, a Macallan sofre com a perda de barris de Carvalho Europeu em larga escala que custam muito caro e tem baixa disponibilidade para atender o mercado mundial. Pra quem é fã da Macallan como eu sou, deixa a desejar demais essas novas séries como 1824 e essa nova coleção Quest, não tem nada haver com o que conheço e entendo por Macallan. Mas isso não quer dizer que seja ruim, a qualidade de produção está lá, mas os ingredientes(envelhecimento puro em Barril de carvalho europeu novo que conteve Jerez) e o tempo de maturação(12,18,15,25 etc. declarados na garrafa) que fez a Macallan ter o nome que tem no mercado já não estão mais presentes não. Ou seja, um Enigma dessa série não chega aos pés de um Sherry Oak 12 anos ou 18 anos não, mas o preço é mais alto ou semelhante ao desses single malts citados, nos EUA. Agora no Brasil, infelizmente, sem cogitação adquirir essa linha da Macallan. Vai chegar no consumidor final na casa de 1600 reais esse Macallan Enigma q é o único q lembra, repito, lembra, oq é Macallan. Slainte!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *