Home / Negócios / Brasil deve ser o 4º país com maior e-commerce do mundo este ano

Brasil deve ser o 4º país com maior e-commerce do mundo este ano

e-commerce-brasil-2

Apesar de o Brasil viver uma crise econômica, o comércio pela Internet não para de crescer. Segundo a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), a estimativa é que 2015 viu um aumento de 26% do setor e um movimento de R$ 48.9 bilhões.

Já a consultoria italiana Translated projetou que o Brasil terá o quarto maior e-commerce do mundo, sendo responsável por 4,3% do comércio eletrônico global ultrapassando países como Alemanha, Rússia e França.

Desse modo, o país ficará atrás apenas da China, responsável por 20,1%, Estados Unidos, 15,6%, e Japão, com 4,6%. Assim, o ramo da tecnologia não foi atingido nenhum pouco pela crise. Pelo contrário, ele tornou-se um diferencial competitivo e fator de sobrevivência, já que, agora, os clientes não estão mais restritos à cidade onde moram para comprar o que desejam.

Por meio da Internet, as pessoas passam a ter a oportunidade de comparar preços, serviços e vantagens e, caso fique insatisfeito, pode ainda reclamar publicamente do produto pela rede.

Contudo, a questão é se os gestores de lojas físicas serão capazes de administrar um negócio on-line. “Muitos gestores ainda não enxergam a Internet com bons olhos. Existe uma desconfiança por estarem no comércio físico há anos. Porém os dados comprovam que a economia está em uma retração cada vez maior, enquanto a Internet vai no sentido contrário, crescendo mais e mais. Por isso, oferecemos uma solução completa em varejo digital para lojas, associações e grupos de empresas”, explica Diego Barbeito, manager dos projetos da da uCart Web.

O projeto da uCart Web se define como altamente inovador e eficiente. Nele, a loja é individual e está presente na rede, permitindo ao empreendedor alavancar seu negócio para muito além do espaço físico de sua loja e do número restrito de seus clientes físico.

Já o uCart+business oferece uma estrutura de shopping na Internet que fortalece todas as marcas nele presentes, assim como unifica e alavanca as estratégias de comunicação e negócios dos clientes.

De acordo com Barbeito, a ideia é uma solução singular para as lojas que desejam aumentar sua eficiência. “O marketplace é unificado, uma multiloja com espaço para os varejistas. Eles se ajudam mutuamente ao ter sua própria loja virtual incluída em um mesmo espaço. Assim, cada um oferece seus produtos e promove sua própria marca. Já na uCart Web, o proprietário do negócio faz com que sua loja esteja inserida no ambiente virtual mundial, disponibilizada pela uCart”, afirma.

e-commerce-brasil

Setores que têm mais chance de crescer em 2016

Segundo um estudo realizado pela PayPal, alguns setores vão crescer no e-commerce este ano. Os de Saúde e Beleza lideram ao lado de Gêneros Alimentícios e devem se tornar bem atraentes com 31% de crescimento. Já o de Artigos Domésticos, Lazer e Produtos Infantis vão chegar a 27%. Em sequência, vem Roupas, Calçados e Acessórios com 22%, Viagem e Turismo, com 21%, e Entretenimento deve fechar 2016 com um aumento de 19% no comércio eletrônico.

Além disso, os dados revelaram também que 51% dos brasileiros compram produtos pela Internet apenas em sites brasileiros, enquanto 45% fazem transações em sites nacionais e internacionais, e 4% só compram em sites do exterior.

“Esses números reforçam ainda mais que a solução do varejo brasileiro está na internet. Os comerciantes precisam se modernizar e se adequar a essa nova realidade, na qual as lojas físicas estão perdendo força e a Internet não para de crescer”, finaliza Barbeito.

Sobre A Redação

Portal criado em 2000 e lançado em 2006, temos o maior conteúdo sobre o Mercado de Luxo e somos o maior da América Latina, com atualização de notícias diariamente. Publicamos milhares de artigos e pontos de vista em mais de 40 categorias de luxo.

Verifique Também

Embraer abre 100 vagas para o Programa de Estágio 2019

A Embraer iniciou as inscrições para o processo seletivo do Programa de Estágio 2019. Cerca …

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *